27 junho 2016

Sinpol cobra autonomia para apurar morte de empresário



O Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (Sinpol) deflagrou, nesta segunda-feira (27), uma série de ações para exigir autonomia de investigação no caso da morte do empresário Paulo César de Barros Morato, encontrado em um motel de Olinda, no Grande Recife, na quarta-feira (22). O presidente da entidade, Áureo Cisneiros, levou ao secretário de Defesa Social (SDS), Alessandro Carvalho, e à gestora da Polícia Científica, Sandra Santos, ofícios para pedir autonomia na apuração sobre as circunstâncias do óbito. Morato é alvo de investigação da Polícia Federal por suposta participação participação no  esquema investigado pela Operação Turbulência. De acordo com o inquérito, empresas de fachada movimentaram mais de R$ 600 milhões e financiaram a campanha do ex-governador Eduardo Campos em 2010 e a compra do avião que o transportou durante sua campanha presidencial em 2014.

Nenhum comentário:

Postar um comentário