21 julho 2016

Segundo testemunha setor que pagava propina era subordinado a Marcelo Odebrecht



Um dos funcionários da Odebrecht afirmou em depoimento ao juiz Sergio Moro, responsável pela Lava Jato, que o departamento de operações estruturadas do grupo baiano respondia diretamente ao diretor-presidente da empresa Marcelo Odebrecht, preso há mais de um ano. 

Segundo o funcionário Marcos Paula Sabiá, que atua no segmento de recursos humanos da empresa, Hilberto Mascarenhas Alves da Silva Filho, preso em março na vigésima sexta  fase da Lava Jato, era o chefe do departamento de operações estruturadas e na "macroestrutura [do grupo] ficava ligado ao diretor presidente".

O departamento é apontado pelos investigadores como a área responsável pelo pagamento de propina da companhia. Em delação premiada firmada com a força-tarefa da Lava Jato, a ex-secretária Maria Lúcia Tavares explicou como funcionava a movimentação de recursos ilícitos no setor. Questionado por Moro se o diretor-presidente era Marcelo Odebrecht, o funcionário respondeu que sim.

Fonte: FolhaPE


Nenhum comentário:

Postar um comentário