18 agosto 2016

Dono do jornal 'O Grito' morre depois de ser baleado em Minas Gerais

O dono do jornal "O Grito" de Santa Luzia, na Grande BH, morreu no fim da noite desta quarta-feira (17) depois de ser baleado. De acordo com a Polícia Militar (PM), Maurício Campos Rosa, de 64 anos, foi atingido por cinco tiros no bairro Frimisa.
Ele estava próximo a um carro com identificação do jornal. O crime foi por volta das 21h e, de acordo com a PM, ninguém viu os suspeitos. O local foi isolado e a perícia encontrou muitos cartuchos espalhados pelo chão.
Segundo a polícia, o jornalista levou um tiro no pescoço e quatro nas costas. Até a publicação desta reportagem, nenhum suspeito havia sido preso.
O empresário foi levado em estado grave para a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) do São Benedito, em Santa Luzia, e depois transferido para o Hospital Risoleta Tolentino Neves, em Belo Horizonte, onde passou por cirurgia e morreu às 23h45.
Por meio de nota, a Polícia Civil informou que já foi instaurado inquérito policial para investigar a morte do jornalista e empresário. O delegado que preside o inquérito, César Matoso, disse que as investigações estão sob sigilo e que se manifestará somente na conclusão dos trabalhos policiais.
Fonte:G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário