03 agosto 2016

Governo retira contrapartidas da renegociação de dívidas de estados



Os servidores públicos invadiram o Congresso e conseguiram uma grande vitória. Eles convenceram os parlamentares a mudarem o projeto de renegociação das dívidas de estados. Com isso, o governo foi obrigado a derrubar várias das contrapartidas que os governadores teriam que dar em troca de alívio no pagamento dos débitos à União. A retirada das contrapartidas foi uma grande derrota do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, que saiu a público para dizer que tudo está sob controle e que “mudanças, se vierem, serão para melhor”. Mas, para especialistas, a porteira foi aberta e dificilmente poderá se esperar sacrifícios por parte dos governadores.

Com o objetivo de impedir crimes eleitorais durante os pleitos municipais este ano, a Ordem dos Advogados do Brasil em Pernambuco (OAB-PE) quer que o cidadão fiscalize os candidatos e denuncie eventuais irregularidades. Para estimular o eleitor, foi lançada ontem, a campanha ‘Eleições Limpas’, na sede do órgão, no bairro de Santo Antônio, Centro do Recife. Sob o lema ‘Não deixe a corrupção começar na eleição’, a iniciativa pretende combater, principalmente, os crimes de compra de voto, caixa dois e doação ilegal. Segundo a OAB-PE, haverá um esquema especial de investigação, com a participação da Polícia Federal e do Ministério Público Eleitoral. Também será veiculado, a partir do dia 27 de agosto, um material informativo no sentido alertar as pessoas para a prática desses delitos

Nenhum comentário:

Postar um comentário