19 setembro 2016

MPF VEM INVESTIGANDO IRREGULARIDADES EM PESQUISA DO IPESPE DESDE 2014


O Ministério Público Federal em Pernambuco (MPF-PE) abriu investigação para apurar supostas irregularidades junto ao Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (Ipespe). As denúncias que estão sendo apuradas pelo MPF-PE dizem respeito a uma suposta manipulação de dados de uma pesquisa para induzir a população acerca das vantagens da aprovação do projeto Recife, que prevê a construção de um complexo imobiliário e comercial de 13 torres na área do Cais José Estelita, na capital pernambucana. Responsável por encomendar a pesquisa, o Consórcio Novo Recife, não se pronunciou sobre a investigação.
A suposta manipulação dedados por parte do Ipespe ganhou corpo após o jornal folha de São Paulo publicar uma matéria sobre o assunto. Em seu site, o MPF-PE ressalta que "O procedimento preparatório, instaurado na Procuradoria da República em Pernambuco, vai apurar se as propagandas do Novo Recife estão sendo veiculadas com o intuito de induzir a opinião pública à aprovação do projeto. A finalidade é proteger o direito fundamental dos cidadãos à informação e à apresentação verdadeira do anúncio".
"O MPF requisitará informações aos responsáveis pela propaganda e à entidade que realizou a pesquisa, além de oficiar os órgãos de regulação das atividades de publicidade e propaganda. Também foi expedido ofício dirigido ao Ministério Publico de Pernambuco (MPPE), para que os fatos sejam apurados no âmbito da tutela do consumido", diz o texto.

Fonte:MPP


Nenhum comentário:

Postar um comentário