09 setembro 2016

Só Pernambuco e Amazonas cumprem meta do Ideb

Pernambuco foi um dos dois únicos estados a cumprir as metas educacionais para os anos iniciais e finais do Ensino Fundamental e todo o Ensino Médio e foi destaque no ranking nacional no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), relativo ao ano de 2015. A outra unidade federativa foi o Amazonas. Vinte redes estaduais, das 27 unidades da federação, tiveram desempenho melhor no Ideb

Os dados foram divulgados na manhã desta quinta-feira (8) pelo Ministro da Educação Mendonça Filho durante coletiva. O último índice, divulgado em 2014 em referência a 2013, mostrava o estado em 4º lugar, com índice de 3,6. Em 2015, o índice subiu para 3,9.
O Estado de São Paulo subiu em 2015 e alcançou a maior média do Ideb, com 3,9. Apesar disso, a rede ainda fica abaixo da sua meta no indicador, que é de 4,2. Pernambuco aparece com o segundo melhor Ideb do país no ensino médio, com 3,9. Além disso, conseguiu ultrapassar sua meta (que é de 3,6).
O Amazonas subiu de 3 para 3,5, com o 8º melhor Ideb do país. Também bateu a meta, que era de 3,1. Os índices referem-se às redes estaduais, que concentram a maior parte das matrículas na etapa.
O avanço da etapa no indicador ocorreu apesar de o desempenho do ensino médio em matemática ser o pior desde 2005 na prova de avaliação, o Saeb.
No Ideb de 2013, apenas nove Estados haviam conseguido subir no Ideb. Ainda sim, cinco Estados estavam dentro das metas. Os cinco Estados que tiveram queda no Ideb em 2015 são: Minas Gerais, Santa Catarina, Rondônia, Rio Grande do Sul e Sergipe. Goiás e Rio de Janeiro ficaram estagnados, com 3,8 e 3,6, respectivamente.
Sergipe é a rede estadual com menor Ideb na etapa, e ainda caiu. Passou de 2,8 para 2,6. Alagoas subiu de 2,6 pra 2,8, mas aparece na antepenúltima posição.
Como funciona o Ideb
O Ideb, calculado a cada dois anos, foi criado em 2007 pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) para medir a qualidade da educação com base nos conceitos de fluxo escolar e médias de desempenho nas avaliações.
Para isso, é aplicada a Prova Brasil, que avalia os conhecimentos dos estudantes em Português e Matemática nos municípios. Os dados sobre aprovação escolar, evasão e fluxo são obtidos no Censo Escolar. Participam os alunos do 5º ao 9º ano do Ensino Fundamental, além do Ensino Médio.



Nenhum comentário:

Postar um comentário