12 setembro 2016

Temer diz que é contra reajuste salarial do STF


O presidente Michel Temer se disse contrário ao reajuste salarial de ministros do STF (Supremo Tribunal Federal), previsto em um projeto em tramitação no Senado. Para ele o reajuste gera uma cascata gravíssima. Segundo o presidente, os aumentos a outras categorias aprovados recentemente resultaram de "acordos firmados em escrito pelo governo anterior". 

Temer diz que foi "cauteloso" em sua interinidade e que agora, depois de ter tomado posse definitivamente, vai ser "mais presidente" - e "tomar decisões que devem revelar autoridade". Ele reafirmou que seu governo não abrirá mão do projeto que cria um teto para os gastos públicos e não fixou uma data para a aprovação da reforma da Previdência, prometendo uma "campanha de convencimento" para lidar com o desgaste do processo.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário