07 novembro 2016

Crise trava encomendas de Natal para a indústria




As lojas estão fazendo os pedidos de natal aos fabricantes de eletrodomésticos e eletrônicos a conta-gotas. O que normalmente ocorre em outubro, este ano está atrasado. O ritmo dos pedidos se reflete na produção das fábricas da Zona Franca de Manaus (AM), que concentra a produção de aparelhos de áudio e vídeo.
Segundo a reportagem da Istoé Dinheiro, hoje as indústrias do polo, que em épocas normais estariam trabalhando a todo vapor, ocupam cerca da metade da capacidade de produção, segundo o presidente Centro da Indústria do Estado do Amazonas (CIEAM), Wilson Périco. Também as empresas praticamente não contrataram trabalhadores temporários para o fim de ano.
“A demanda de produtos para o Natal não aconteceu. É a primeira vez em 25 anos que presencio isso”, diz o presidente do CIEAM. Normalmente, observa Périco, o quadro de pessoal nas indústrias cresce entre 6% e 7% de outubro a janeiro para atender ao aumento da produção de fim de ano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário