11 novembro 2016

Protestos complicam a mobilidade no Recife e Região Metropolitana


A manhã de hoje se iniciou com protesto em todo o Estado. Na capital pernambucana, um ato aconteceu na avenida Cruz Cabugá, no bairro de Santo Amaro, na área Central do Recife. Nas rodovias federais, as manifestações acontecem na BR-101 (que liga o Recife ao Litoral Norte), BR-232 (que liga o Recife ao Agreste e Sertão do Estado), BR-408 (que liga o Recife ao município de Campina Grande, na Paraíba) e BR-428 (localizada no Sertão de Pernambuco). Os atos nas BRs são realizados pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e pela Central Única dos Trabalhadores (CUT). Na Cruz Cabugá, o ato, que já foi encerrado, foi realizado por um grupo de mulheres.

Ônibus
O atendimento do transporte público foi reduzido e muita gente ficou sem meio de transporte para ir ao trabalho, já que cobradores e motoristas de ônibus resolveram paralisar as atividades. Eles prometem retomar o serviço às 8h, segundo o Sindicado dos Rodoviários, mas alguns foram liberados por volta das 7h para começar a circular. 

A retomada, no entanto, está sendo complicada pelos bloqueios, que dificultam a chegada dos ônibus nas paradas. No Terminal Integrado (TI) Pelópidas Silveira, vários passageiros se concentram na área externa, enquanto alguns ônibus permanecem parados. A população, já ciente dos atos, aguarda a retomada do serviço. Há tumultos nos terminais.
Metrô
Apesar do serviço funcionar normalmente, a situação na Estação Central do Metrô também é complicada. Ao chegar ao destino, no entanto, começa uma longa espera por ônibus. A costureira Maria de Lourdes chegou a Estação Central do Metrô antes das 6h. Por volta das 7h30 ela ainda esperava um ônibus para ir ao médico. 

Bancos
Um ato está previsto às 9h para oito agências situadas no Bairro do Recife e na avenida Guararapes, no Centro, que não serão abertas no horário normal. De acordo com o Sindicato dos Bancários, o ato deve durar cerca de duas horas.
Unidades de outros pontos do Estado também podem ter o atendimento interrompido ou reduzido conforme a adesão dos funcionários. Ao meio-dia, com as agências já em funcionamento, integrantes da classe pretendem fazer uma manifestação pública na frente do Banco do Brasil da avenida Guararapes.

Detran
Os servidores do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) de Pernambuco prometem paralisar as atividades ao longo do dia e farão uma assembleia para deliberar sobre outras pautas da categoria. 

Servidores do Governo do Estado e da Prefeitura do Recife
Unidades de saúde (atendimento ambulatorial) e de educação não devem funcionar durante todo o dia, segundo sindicatos como o de Servidores e Empregados Públicos da Administração Direta e Indireta do Recife (Sindsepre) e de Professores Oficiais da Rede Municipal do Recife (Simpere). “A ideia é que a gente esteja nas escolas ocupadas. Na rede privada, ainda que em menor grau, também pode não haver aula", disse o secretário de comunicação do Sindicato dos Professores, Wallace Barbosa.

UFPE
Professores decidiram, em assembleia nesta quinta-feira (10), entrar em greve a partir da próxima terça (15). Nesta sexta-feira (11), porém, também vão aderir à programação convocada pelas centrais sindicais e paralisarão as atividades por 24 horas.
Fonte: Folha de Pernambuco

Nenhum comentário:

Postar um comentário