02 dezembro 2016

BR-101 em Jaboatão vai ganhar duas alças viárias

Foto: Rafael furtado

O projeto de requalificação da BR-101, anunciado em outubro pelo Governo de Pernambuco, vai ganhar mais duas alças viárias. Os equipamentos serão construídos em Jaboatão dos Guararapes, nas proximidades do Fórum e da entrada da Muribeca, atendendo a uma reivindicação antiga dos moradores da área. A obra está orçada em R$ 5 milhões e foi anunciada pelo ministro dos Transportes, Maurício Quintela, em reunião com o prefeito eleito da cidade, Anderson Ferreira (PR). 
Por nota, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) explicou que as alças fazem parte da revisão do projeto de restauração da rodovia, lançado dentro do programa estadual Caminhos do Desenvolvimento, que também prevê a duplicação da BR-104 e a construção do Miniarco em Abreu e Lima. Por isso, assim como o restante das obras, as alças terão 90% de investimentos federais e 10% estaduais. Só não se sabe ainda se os empreendimentos serão objeto de uma licitação à parte ou se serão inclusos como um aditivo ao projeto original de requalificação, cujo edital já foi lançado e deve ser aberto pelo Governo de Pernambuco no próximo dia 21. 
Gerente geral de projetos da Secretaria de Transportes do Estado, Luiz Alberto Araújo explicou que o trâmite burocrático está sendo estudado porque, além das alças, ainda serão inclusos no plano de requalificação da rodovia quatro passarelas de pedestres e dois viadutos, sendo um em Dois Irmãos e outro na Muribeca. “Estamos fazendo o projeto executivo desses empreendimentos. Depois disso, decidiremos se vamos publicar nova licitação ou colocaremos, se permitido, um aditivo no projeto já licitado”, disse Araújo. Caso as alças, as passarelas e os viadutos sejam objeto de uma nova licitação, essas obras devem ser licitadas ainda neste ano, mas a contratação só será concretizada em março.
Ainda segundo Araújo, as obras na BR-101 devem começar em março e serão realizadas por trechos. A ideia é que os trabalhos sejam executados por equipes e comecem nas extremidades da rodovia, em Jaboatão e Paulista, para que, no fim, os operários se encontrem no meio da obra. A construção deve se entender até 2018. Ao todo, serão aplicados R$ 260 milhões na BR-101, no chamado contorno do Recife.
Fonte:Folha de Pernambuco

Nenhum comentário:

Postar um comentário