07 dezembro 2016

Helicóptero que caiu com noiva não era autorizado a fazer voos fretados





helicóptero que caiu com uma noiva a caminho do casamento dela, em São Lourenço da Serra, na Grande São Paulo, não tinha autorização para fazer voos fretados, de acordo com a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Na queda, quatro pessoas morreram. Acidente aconteceu domingo (4).
De acordo com o G1, a aeronave Robinson R44 Raven II, de matrícula PT-RUN, só poderia ser utilizado para uso particular.
Em nota enviada ao SPTV, da TV Globo, a Anac disse que o serviço de táxi-aéreo só pode ser oferecido por aeronaves registradas na categoria “serviço de transporte aéreo público regular táxi-aéreo”. A da queda estava como privada e sem solicitação de mudança no órgão.
O casamento aconteceria em um chácara. No helicóptero estavam Rosemeire Nascimento Silva, o irmão dela, Silvano Nascimento da Silva, o piloto Jefferson Pinheiro e a fotógrafa Nayla Cristina Neves Lousada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário