08 dezembro 2016

Paquistão vai recorrer a exames de DNA para identificar mortos





Para identificar os passageiros que estavam no voo ATR-42, da companhia aérea Paquistão International Airlines (PIA), que se chocou na última quarta-feira (8), contra uma montanha no Norte do país asiático, as autoridades vão ter que recorrer à analise de DNA.
"Recuperamos 47 corpos das pessoas que viajavam na aeronave. Mas apenas foi possível identificar cinco corpos, por isso terá que recorrer à análise de DNA", disse Latif ur Rehman, porta-voz da Autoridade de Gestão de Desastres da província Khyber Pakhtunkhwa, onde aconteceu o acidente.
Ele ainda ressaltou que os corpos serão transferidos pelo Exército para hospitais de Islamabad e a cidade vizinha de Rawalpindi, onde acontecerão os trabalhos de identificação. Serão utilizados três helicópteros para realizar o transporte ao longo do dia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário