12 janeiro 2017

Não vou passar a mão na cabeça’, diz pai sobre filho criminoso





Um rapaz de 20 anos atacou a irmã com 14 facadas e ainda tentou estuprá-la na última terça-feira (10), em São Cristóvão, no Sergipe. A vítima, de 17 anos, foi socorrida no Hospital de Urgência do estado e agora está em observação, mas sem previsão de alta.
 O pai dos jovens é policial militar e os filhos envolvidos neste caso são adotados, assim como outras 45 crianças que ele a esposa já adotaram.
“Quando ela estava na ambulância me confirmou que tinha sido o irmão dela, meu filho, o autor do crime. Aí corri atrás dele pra segurá-lo. É meu filho, mas não vou passar a mão na cabeça. Minha esposa está em estado de choque com esta situação”,  disse ao G1 o homem, que não quis se identificar.
O policial entregou o filho na 6ª Delegacia Metropolitana, mas o caso foi transferido para o Departamento de Atendimento a Grupos Vulneráveis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário