03 janeiro 2017

Odebrecht negocia devolução de dinheiro pago em propina no Peru




O Ministério Público do Peru anunciou na segunda-feira (2) que a empreiteira Odebrecht está negociando um acordo para troca de informações e devolução de dinheiro obtido de forma ilícita no Peru. As informações são da AFP."Estamos negociando com a empresa Odebrecht no Peru o acesso à informação valiosa e útil para acelerar nossa investigação e a entrega ao Estado peruano de um valor pecuniário por conta dos ganhos ilícitos no país", afirmou o procurador Hamilton Castro, chefe de um grupo formado para investigar as denúncias de subornos pela Odebrecht no país entre 2005 e 2014.
"Não se trata do clássico suborno e entrega de dinheiro como estamos acostumados a verificar, e sim de um sistema altamente elaborado para não ser detectado", disse Castro. O procurador não explicou, no entanto, o que a companha receberá em troca da colaboração.
Na última sexta-feira (30), a companhia confirmou ter interesse em contribuir com as investigações da justiça peruana para continuar operando no país. A mesma estratégia tem sido usada nos Estados Unidos e no Brasil.
A Odebrecht ter pagoUS$ 29 milhões a funcionários peruanos em troca de contratos para obras no país entre 2005 e 2014, de acordo com documentos do Departamento de Justiça dos Estados Unidos (DoJ). A empresa participou de mais de 40 projetos no país no período, com gastos públicos de US$ 12 bilhões nas gestões dos presidentes Alejandro Toledo, Alan García e Ollanta Humala.

Nenhum comentário:

Postar um comentário