31 janeiro 2017

PF investiga outra empresa suspeita de financiar compra de avião de Eduardo Campos



A polícia Federal em Pernambuco deflagra, na manhã desta terça-feira (31), a 'Operação Vórtex', que investiga mais uma empresa suspeita de ter financiado a compra do avião Cessna Citation, prefixo PR-FA, utilizado pelo ex-governador Eduardo Campos, morto em 2014. A ação é um desdobramento da 'Operação Turbulência', que investigava uma organização criminosa suspeita de lavagem de dinheiro e de ter financiado a campanha do ex-governador.
De acordo com a PF, ao analisar as contas bancárias de pessoas físicas e jurídicas usadas na compra da aeronave foi observado que um dos valores transferidos por uma das empresas investigadas na 'Operação Turbulência' havia sido, na verdade, repassado dois dias antes por uma terceira empresa. Até então, ela não tinha sido alvo das investigações.
Sendo assim, tendo em vista a quantia exata e o curto período de tempo envolvidos nas duas transações, levam a PF a crer que a conta investigada na 'Operação Turbulência' tenha sido “mera conta de passagem”.
Ao todo, 30 policiais federais cumprem dez ordens judiciais, sendo seis mandados de busca e apreensão e quatro mandados de condução coercitiva no bairro de Boa Viagem, Zona Sul do Recife. As buscas são feitas nos bairros de Boa Viagem e Pina, na capital pernambucana, e no município de Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife.

Operação

Ao todo, 30 policiais federais cumprem dez ordens judiciais, sendo seis mandados de busca e apreensão e quatro mandados de condução coercitiva no bairro de Boa Viagem, Zona Sul do Recife. As buscas são feitas nos bairros de Boa Viagem e Pina, na capital pernambucana, e no município de Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife.


Durante as investigações, foi notado que a empresa possui contratos milionários com o governo do Estado. Ela ainda teria aumentou, exponencialmente, suas doações a partidos e candidatos apoiados pelo ex-governador nos últimos anos, em Pernambuco.

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário