03 fevereiro 2017

Bandidos invadem bancos e aterrorizam Porto de Galinhas




A onda de explosões de banco que aterroriza Pernambuco chegou a um dos pontos turísticos mais badalados do estado. Na madrugada desta sexta-feira (3), bandidos invadiram as agências do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal (CEF) da Praia de Porto de Galinhas, em Ipojuca, no Grande Recife, prédios localizados ao lado da delegacia. Eles arrombaram caixas e deram tiros de armas de grosso calibre, atingindo viaturas das polícias e imóveis. Ainda colocaram fogo em terminais de autoatendimento, assustando moradores e turistas que passam o verão no balneário.

Os bandidos chegaram a Porto de Galinhas por volta das 3h. Eram entre 15 e 20 homens que estavam fortemente armados e encapuzados. No Banco do Brasil, eles explodiram os caixas e levaram dinheiro. Depois, tocaram fogo nos terminais. 

Os bombeiros foram acionados para apagar as chamas.
Nas Caixa Econômica Federal, de acordo com relatos repassados aos policiais civis, o alvo do bando era o cofre da agência. Os ladrões deixaram o imóvel carregando malotes. Eles conseguiram fugir. Mas antes de escapar, deixaram um rastro de medo.
De acordo com a Polícia Federal, acionada por causa da ação criminosa contra a CEF, eles estavam em dois carros. A ação durou cerca de 30 minutos. "Foram muitos tiros. Eles usaram metralhadoras e fuzis", contou um policial, que preferiu não ser identificado.
Segundo informações repassadas pela Delegacia de Porto de Galinhas, os bandidos estavam bem organizados e montaram uma estratégia para evitar a aproximação dos policiais.

Os bandidos chegaram a cerca o quarteirão onde ficam os bancos. “Eram dois de um lado dois do outro e quatro em cima do muro. O prédio da Caixa Econômica fica do lado da delegacia e eles deram muitos tiros, atingindo a parte de cima, onde ficam os policiais militares”, afirmou um policial que preferiu não ser identificado.
Na ação os bandidos mostraram muita ousadia e agressividade. Eles atingiram com tiros duas viaturas da PM e uma da Polícia Civil. Uma pousada da vizinhança também ficou marcada pelos projéteis de grosso calibre. Um delegado teria seido ameaçado pelos bandidos.

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário